"3 pontinhos não é limite pra gente"



A gente briga na segunda, na quarta está tudo bem. Você me chama de louca e eu te chamo de meu bem. A gente é assim, ama o céu, vive de idas e vindas, finge que se odeia até o ponto que as pessoas pensem que acabou mesmo, dessa vez foi o fim. Mas não importa quantos pontos finais existir por aí,  a gente sempre recomeça, o amor desfaz os nós de saudade e a gente se desmancha, se ama, briga, chora, escreve a nossa história errada mesmo, colocamos pontos finais, no lugar de três pontinhos, porque três pontinhos não é limite pra gente, porque a gente nem gosta de limite, por isso que o céu nos representa, lá é um infinito, feito eu e você.


Bruna Laryane

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário, responderei em breve. Atenciosamente Bruna Laryane.